quinta-feira, 30 de julho de 2009

21 - Bombeiros Voluntários da Vieira de Leiria merecem a nossa ajuda – como ajudar

Na sequência da tomada de decisão dos bombeiros de não compactuarem com um espectáculo cruel de tortura de animais e de abdicarem de uma avultada verba daí resultante, se é amigo dos animais e dos humanos, por favor, compense os BVVL através de um, ou vários, dos seguintes meios:

» Faça o seu donativo aos BVVL – NIB 5180.0002.00000211013.24 - Caixa de Crédito Agrícola. (Para recepção do correspondente recibo queira enviar o talão de depósito ou comprovativo de transferência acompanhado de nome, NIF e morada, por e-mail para comissaoproambulancia@gmail.com, Cc. marinhenses.antitouradas@gmail.com, ou via postal para BVVL, Rua Vinte e Cinco de Abril, 2 - 2430-778 Vieira de Leiria);

» Inscreva-se como sócio – Para mais informações e recepção de uma ficha para o efeito passe pelo quartel dos bombeiros ou envie mensagem para comando.bvvl@gmail.com;

» Visite a quermesse na Praia da Vieira, no largo dos Pescadores, e compre rifas;

» Ofereça-se como voluntário. Se tem mais de 16 anos e reside no concelho da Marinha Grande inscreva-se como voluntário no quartel dos BVVL. Esta corporação está a precisar muito de voluntários.

20 - Marinhenses Independentes Anti-touradas recebidos pelos Bombeiros Voluntários da Vieira de Leiria

Ontem, dia 29 de Julho, elementos pertencentes ao grupo de cidadãos anti-touradas da Marinha Grande foram recebidos pela comissão pro-ambulância dos Bombeiros Voluntários da Vieira de Leiria.

Este grupo de amigos dos animais agradeceu aos BVVL a decisão de não compactuarem com a tortura de animais em espectáculos de entretenimento, opção que teve como reverso da medalha para a comissão pro-ambulância o abdicar de uma avultada verba que muito ajudaria na compra de uma viatura com suporte de vida que tanta falta faz a esta corporação de bombeiros.

Com o intuito de tentar compensar o mais possível os BVVL, bem como a comunidade em que esta instituição se insere, este grupo de amigos dos animais discutiu com alguns soldados da paz iniciativas que pretende levar a cabo para que se consigam angariar verbas destinadas à compra da ambulância de socorro.

19 - Praia da Vieira: Tourada adiada pela terceira vez!

Ainda não será no dia 2 de Agosto que se irão martirizar 6 touros na Praia da Vieira!

Essa tourada começou por estar agendada para 19 de Julho, depois passou a ser anunciada para 26. Após os dois primeiros adiamentos estava prevista para o próximo Domingo, 2 de Agosto, já com uma interessante variante: os Bombeiros Voluntários da Vieira de Leiria já não iriam estar envolvidos na organização da mesma.

Surge agora a confirmação de que no próximo dia 2 de Agosto não haverá tourada na Praia da Vieira. Para quando foi adiada, não sabemos. Não vergaremos e tudo continuaremos a fazer para que não seja montada qualquer praça para o efeito na Praia da Vieira, para que não venha a decorrer qualquer corrida de touros nessa bela Praia e para que o concelho da Marinha Grande não seja invadido por touradas.

domingo, 26 de julho de 2009

18 - Parlamento rejeita legalizar corridas de touros picadas

A Assembleia Legislativa dos Açores rejeitou hoje, por maioria, o diploma que visava a introdução das corridas de touros picadas no arquipélago.

Na votação, o diploma recebeu 28 votos contra e apenas 26 a favor, tendo sido ainda registadas duas abstenções.

Votaram contra 20 deputados do PS, cinco do PSD, dois do Bloco de Esquerda e um do PCP.

Os votos favoráveis foram de 13 deputados do PSD, nove do PS, três do CDS/PP e um do PPM.

As duas abstenções foram de deputados do CDS/PP.

Os líderes regionais do PS, Carlos César, e do PSD, Berta Cabral, tinham dado liberdade de voto aos seus deputados.

Carlos César fez, no entanto, saber que é pessoalmente contra a sorte de varas, enquanto Berta Cabral não chegou a esclarecer qual seria a sua opção se tivesse que votar o diploma.

Este projecto de decreto regional, com apenas quatro artigos, tinha sido entregue no parlamento açoriano a 23 de Abril, subscrito por 26 deputados, do PS, PSD, CDS/PP e PPM.

Este facto apontava praticamente como certa a sua aprovação, já que apenas necessitava de mais três votos para garantir a maioria.

As movimentações que decorreram no parlamento quarta-feira e hoje, nas horas que antecederam a votação, permitiam, no entanto, admitir que a aprovação poderia estar em risco.

As divisões existentes já tinham ficado patentes na votação registada na Comissão Parlamentar de Assuntos Sociais, onde o diploma foi aprovado com seis votos a favor (três do PS e três do PSD), quatro contra (todos do PS) e duas abstenções (do PSD e do CDS/PP).

A iniciativa legislativa surgiu na sequência do novo Estatuto Político-Administrativo dos Açores, que atribui competência legislativa ao parlamento regional em matéria de espectáculos e divertimentos públicos na região, onde se incluem as touradas e tradições tauromáquicas nas suas diversas manifestações.

FR.
Lusa

DN Portugal - 14 Maio 2009

sexta-feira, 24 de julho de 2009

17 - PARABÉNS, Bombeiros Voluntários da Vieira de Leiria

De acordo com notícia publicada no jornal da Marinha Grande de 23 de Julho, a «Comissão Pró-Ambulância dos Bombeiros Voluntários de Vieira de Leiria resolveu deixar de apoiar a tourada agendada inicialmente para dia 26 de Julho e que foi adiada para 2 de Agosto». Esta tourada também já tinha sido agendada para dia 19 de Julho e adiada.

«Segundo o JMG conseguiu apurar, na base desta tomada de decisão terá estado o facto…» «…aliado ao facto de haver um movimento anti-touradas que chamava a atenção para o sofrimento a que os animais são submetidos nas touradas.»

Por enquanto a tourada «mantém-se agendada para dia 2 de Agosto com organização a cargo de empresas do sector» e este movimento anti-touradas tudo continuará a fazer para que ela não seja autorizada e não se venha a realizar.

Os Bombeiros Voluntários da Vieira de Leiria tiveram uma atitude muito correcta ao serem humanitários e tomarem, com grande sentido de ética, esta decisão de se dissociarem da corrida de touros em causa. Merecem toda a consideração e apoio da população. Parabéns!

16 - Touradas à portuguesa - O sofrimento dos Touros

O sofrimento dos touros começa antes da lide. O transporte da ganadaria para a praça é stressante ao ponto de lhes provocar uma perda de cerca de 10% do seu peso. Sem recurso a qualquer anestesia, são-lhes cortadas - numa zona sensível de terminais nervosos - as pontas dos chifres, que são, de seguida, limados a sangue frio, o que lhes provoca dor e stress e os debilita tremendamente. São obrigados a permanecer várias horas nos curros ou no interior das viaturas que foram utilizadas para o seu transporte, em espaços exíguos e no escuro. São conduzidos com aguilhões e à paulada.

É, pois, apavorados, fortemente enfraquecidos e feridos que os touros entram na arena.

Na arena, os touros são toureados, cada um dos 6 ou 7 por corrida, por um cavaleiro tauromáquico que lhes crava entre quatro a oito ferros, com grandes e afiados arpões na ponta. Esses arpões perfuram-lhes o corpo, provocando-lhes profundas e dolorosas hemorragias e dilacerando-lhes músculos e tendões - fazendo-os perder litros de sangue que jorram através dos ferimentos que lhes são perpretrados. É ainda habitual entrar em cena um bandarilheiro que os cansa ainda mais. Nesta fase, o seu estado é: febril, brutalmente enfraquecido, confuso e muito assustado. Exauridos, são ainda desafiados pelos forcados, 8 homens que, não obstante as lastimáveis condições em que eles já se encontram, os atacam, puxando-os, empurrando-os, pontapeando-os, esmurrando-os, e puxando-lhes o rabo. Após a pega, já fora do alcance da vista do público, as bandarilhas são-lhes arrancadas à força, o que lhes provoca enormes buracos e feridas e um sofrimento-atroz marcado por ensurdecedores berros de dor.

Resta, então, à esmagadora maioria dos touros, aguardar um ou dois dias - em tremenda agonia - pela abertura do matadouro que lhes for destinado. Durante esse período de espera desesperante, debilitados por severos ferimentos, graves infecções e febres altíssimas, eles vão sangrando e estremecendo em convulsões...

Até que, por fim, o sofrimento termina. Termina, pelo pior dos motivos – a morte!

sábado, 18 de julho de 2009

15 - Praia da Vieira: Tourada adiada

A corrida de touros anunciada para dia 19 de Julho para a Praia da Vieira foi adiada.

Lá diz o velho ditado: «Enquanto há vida há esperança».Tudo continuaremos a fazer para que esta tourada seja, definitivamente, cancelada.

A sua contribuição faz toda a diferença. Mantenha-se actualizado(a) consultando o nosso blog e, por favor, colabore.

Quanto mais pessoas se manifestarem como anti-touradas maior será a probabilidade de serem assumidos compromissos municipais de não autorização da promoção e realização de touradas no concelho da Marinha Grande.